Escolha uma Página

ORIGENS

Pelo telefone é o 1.° samba gravado no Brasil (1916).

A letra aprendi com o velho Donga. Ouvi o Almirante, também. Tirei as minhas conclusões.

Depois do Dia dos Namorados (1973): Tão bonito o Antonico, eis a miscigenação.

Tudo começou no Além Mar. Foi lá que saquei o Som Africano, em dialeto quimbundo. A jogada é mais ou me-nos assim:

Munami Zeca: “- Meu filho José, não saia de casa, há muito perigo nas ruas. Se você ficar, sei que vamos amanhecer juntos. Mas como sei que quando eu adormecer você vai sair, peço a Nizambe, Deus, para trazê-lo de volta inteiro.”

Marimbondo: “- O menino foi ao museque (favela de lá). Os marimbondos incharam-lhe a cara. Ai, ai, ai, messunguê, polonguê: minha cara empolou. Ele volta correndo pra casa, certo de que vai levar uma surra da mãe, e mais tarde, talvez, outra do pai.”

Mama Lala “- Rainha dos Invejados”, é um bloco de rua, inimigo do grupo Cidrália (espécie de Cacique de Ramos versus Bafo da Onça no Rio). Tá tudo ai, neste quinto LP. Feito com muito amor. Abraços amigos.

MARTINHO DA VILA
contracapa

Capa do LP: Origens (Pelo Telefone - A Ernesto Dos Santos: Donga) - Martinho da Vila, 1973

FAIXAS

(RCA Victor – 103.0080, LP)

A1. Tributo A Monsueto
Casa Um Da Vila (Monsueto / F.Mattos)
Larga Meu Pé (Monsueto / A.França)
Eu Quero Essa Mulher (Monsueto / J.Batista)
Me Deixa Em Paz (Monsueto / A.Amorim)
Mora Na Filosofia (A.Passos / Monsueto)
A Fonte Secou (Monsueto / T.Lauar / Marcléo)
Lamento Da Lavadeira (Monsueto / N.Chagas / J.Violão)

A2. A Hora E A Vez Do Samba
(Gemeu / Paulinho / Ailton)

A3. Não Chora Meu Amor
(Martinho da Vila)

A4. Antônio, João E Pedro
(Martinho da Vila)

A5. Tudo Menos Amor
(Monarco / Walter Rosa)

A6. Requenguela
(Martinho da Vila)

B1. Pelo Telefone
(Donga / Mauro de Almeida)

B2. O Caveira
(Martinho da Vila)

B3. Beto Navalha
(João Nogueira)

B4. A Feira
(Murilão / Martinho da Vila)

B5. Som Africano
(Extraido do Folclore Angolano / Adapt.: Martinho da Vila)

B6. Fim de Reinado
(Martinho da Vila)